Home
Home Atualizações O Instituto Equipe Ensino Reservas Pesquisa Tecnologia Ação Social Publicações Entretenimento Produtos Serviços Notícias Imprensa Galeria Aconselhamento Contato Blog Forum

Login:
Senha:


Esqueceu sua senha?

Na Web No site



Você Sabia?

Experimentos com a pintura de Van Gogh "Girassois", mostram que imaginação visual tem o mesmo efeito cerebral que a percepção visual real.

Olhe para esta bela pintura "Girassois" de Van Gogh. Agora feche os olhos e responda, quantas flores você viu nela? No momento que você começou a imaginar a pintura, uma população de neurônios no lobo temporal começou a trabalhar ativamente. Esta é a mesma região da qual foi ativada quando você olhou para a imagem. Esta área é conhecida pela integração entre memória visual, imagem e visão

O fato de que a memória de uma imagem específica ativa os mesmos neurônios como percepção visual daquela imagem sugere uma intrigante interação entre memória visual, imagem e visão. Os neurônios ativados estavam localizados no lobo temporal, uma parte do cérebro envolvida significativamente com o processo de memória e outras memórias.





Olhar para uma imagem agradável ou apenas imaginá-la, ativa a mesma população de neurônios no cérebro. Isso pode indicar que, ao imaginarmos coisas belas e agradáveis, pode nos trazer as mesmas sensações do que ver estas coisas na vida real.



Referencias: Robinson et al, 1984


Copyright© Silvia Helena Cardoso